domingo, 27 de abril de 2008

Um olhar só para mim




Busco um olhar que me compreenda,
Um olhar que sorria e que me faça sorrir,
Aquele olhar que veja com o coração
E fale ao meu coração,
Um olhar que me emocione, que me conquiste...
Busco um olhar que me perturbe, que me deseje...
Um olhar que em meio a todos,
Olhe apenas pra mim,
Um olhar amigo, um olhar amante,
Um olhar mudo, que diga tudo que preciso ouvir,
Aquele olhar que refrigere toda ansiedade
E aqueça a alma,
Um olhar que me beije, que chore comigo...
Busco um olhar que não se desvie do meu,
Que me provoque, que me encare...
Um olhar de amor, de admiração, de respeito,
Tudo começa no olhar,
Olhares se cruzam numa fração de segundo,
E se apaixonam...
Aprisionam-se numa eterna necessidade...
E que prisão maravilhosa!
Busco um olhar que me acomode
Na masmorra de seu castelo...
Um olhar que me prenda
E me encante para sempre!

(Alda Marques)

2 comentários:

Alda disse...

Olá Alex!
Tudo bem?

Querido, receba o meu "muito obrigada" por não somente incluir o meu poema no seu blog como também acrescentar os créditos a autora.
Percebi que meu poema agradou muitas pessoas pois já o encontrei em vários blogs, porém infelizmente aparece com autor desconhecido. Mas já fico super feliz pela grande aceitação!

Muito obrigada mesmo!
Um beijo e fica com Deus

Alda

Qualquer dúvida me procure: allda@hotmail.com

Alex - Soulman disse...

Poxa Alda...
Certamente fico bem contente com teu contato!!
Realmente as tuas palvras são belíssimas de extrema sensibilidade e afeto.

Ousei colocar uma imagem ilustrativa!!

E fiz questão de constar teu nome, e divulgar ainda mais essa maneira tão nobre de expressar por lavras o sentimento docarinho, da ternura, do amor.

Abraços!!