sábado, 10 de janeiro de 2009

Constatações



Eu contemplava teus gestos da sacada da vida...
Eu mirava cada atitude sua de mil mirantes...
Eu admirava seu modo de agir, sua maneira de pensar da ponte que une...
Eu sentia, do firmamento infinito, o seu jeito de amar.
Agora, em que rápidas palavras materializam toda a minha admiração, posso realmente afirmar que você é a singularidade que faltava para tornar tudo plural.
O "eu" já não existe sozinho.
Resta apenas o "nós".

(Alex Mühlstedt - Amáveis constatações)

2 comentários:

Lis Barreto disse...

Amigo... Simplesmente lindo, assim como você, Alex!!

Beijos Ternos...

Valéria disse...

Mais uma visitinha e não poderia deixar de te parabenizar mais uma vez, ta lindo seu Blog!