segunda-feira, 12 de abril de 2010

Amizade: a plenitude de um início


Há na amizade aquela boa sensação de que é perene, eterna.
Amigos se tornam eternos quando tocam profundamente nosso coração.
Amigos se tornam perenes quando suavemente atingem nossa alma.
Mesmo que tenham pouco em comum, amigos sempre levam um pedaço da gente com eles.
E é maravilhoso saber que carregamos um pedaço deles conosco.
Amigos são os seres com os quais compartilhamos recordações.
Afinal somos também feitos de lembranças.
Lembranças dos momentos felizes, das horas partilhadas, dos papos inusitados, do encontro programado.
As lembranças boas trazem alegrias e contentamentos, fomentam a energia que vibra, inspiram os planos futuros.
Grandes amigos não são encontrados ao acaso.
Aparecem movidos pela troca, única e singular, de energias proporcionadas por Deus.
Amigos verdadeiros, sem interesse algum, além da própria amizade, se fortalecem e permanecem para sempre.
A amizade, vinda de amigo de profissão ou de estudos, realiza o milagre da transformação.
Afinal, amizade é sentimento nobre, para os nobres de coração.
As amizades em Foz do Iguaçu permanecerão na lembrança... para sempre.
Tenho plena certeza que já está enraizada dentro de nossos corações.

(Alex Mühlstedt - Em homenagem às novas amizades constituídas em Simpósio em Foz do Iguaçu - PR)

Um comentário:

andreia disse...

Uauuuuuu!!!

Lindooo, profundo, sincerooo..amei!!! Não esqueça a recíproca é verdadeira para tdo o que vivemos e lembraremos p sempre!!!

;)